SIM, É POSSÍVEL UM CONCELHO MELHOR!
Terça-feira, 26 de Outubro de 2004
Notícia no Jornal Badaladas
Política
CADAVAL | Odete Santos encerrou jornada de luta
“Agricultores são os mais penalizados”


Odete Santos, deputada e membro do comité central do Partido Comunista Português, esteve na festa das adiafas, no Cadaval, no passado dia 17, a propósito de um almoço de convívio da comissão concelhia do PCP, culminando a campanha de esclarecimento que aquela estrutura partidária levou recentemente a cabo com o lema “Não a este Governo e a esta política”.

Ricardo Miguel, da comissão concelhia do Cadaval do PCP, fez um balanço positivo desta iniciativa que serviu para reafirmar o partido após a Festa do Avante e período das férias. Durante a última semana os comunistas estiveram em contacto com trabalhadores, nomeadamente nas oficinas e na Câmara do Cadaval, bem como com a população em geral, denunciando aquilo que qualificam de intolerável, ou seja, as políticas económicas governamentais. “Os trabalhadores não se conformam com o aperto do cinto que é sempre para os mesmos”, referiu ao BADALADAS Ricardo Miguel, que acrescentou ainda que os trabalhadores da função pública têm sentido este problema na pele e por isso mostraram uma grande receptividade às propostas apresentadas. O PCP do Cadaval espera que esta postura contra o Governo se reflicta na próxima jornada nacional de luta da CGTP, no dia 10 de Novembro.

Por seu lado, Odete Santos, que já esteve por diversas ocasiões na região, reconheceu que os agricultores do Oeste são ainda mais penalizados que os trabalhadores da indústria face à perda de poder de compra. Segundo a deputada comunista, nem os aumentos prometidos pelo primeiro-ministro virão inverter esta posição. “Ainda estou à espera que alguém me mostre os reflexos das taxas do IRS. Os dois por cento de aumento podem vir a subir o escalão de desconto dos trabalhadores”, adiantou Odete Santos, que se mostra também preocupada com a lei do arrendamento que, na sua opinião, virá penalizar em muito os trabalhadores e os reformados.

Referindo-se especialmente à agricultura no Oeste, Odete Santos afirma que a crise se deve, essencialmente, à Política Agrícola Comum seguida na União Europeia, pois sendo Portugal um país periférico, está à mercê dos desígnios dos países mais desenvolvidos na União.

“Assim, quem é que quer investir na agricultura? ” questionou Odete Santos. “Já na indústria ninguém quer investir! O que dá taxas de lucro substanciais é o capital financeiro e a especulação bolsista. Na agricultura há taxas de lucro muito baixas e por vezes de prejuízo”, continuou a deputada comunista, que acusou ainda os sucessivos Governos de colocarem em causa a soberania alimentar do país. Para ela, os agricultores merecem uma atenção especial pois, apesar de estarem organizados em associações ou cooperativas, ainda sofrem, de sobremaneira, os embates da concorrência dos agricultores de países mais desenvolvidos que são apoiados pelos seus governos.

Autor: Nuno de Almeida



publicado por Ricardo Miguel às 19:23
link do post | comentar | favorito
|

Seja muito bem vindo ao blog da CDU do CADAVAL.
pesquisar
 
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
25

26
27
28
29
30


Artigos recentes

WWW.CADAVAL.CDU.PT

UMA EQUIPA DE ELEIÇÃO!

A CAMPANHA ESTÁ NA RUA!

CDU apresenta candidata à...

SÓ ATÉ FINAL DE JULHO

CDU APRESENTA CANDIDATOS ...

EQUIPA CDU PARA JUNTA DA ...

ANGÉLICA LAREIRO, INDEPEN...

ASSEMBLEIA MUNICIPAL - 26...

CDU CONTRA DECLARAÇÃO DE...

Arquivos
links
blogs SAPO
subscrever feeds