SIM, É POSSÍVEL UM CONCELHO MELHOR!
Terça-feira, 11 de Setembro de 2007
Elogio fúnebre do Camarada Ralha

Na foto, Ralha intervindo na inauguração da Sede de candidatura CDU em Julho de 2005

Caros Amigos
Camaradas
 
Quisemos manifestar o nosso testemunho de homenagem ao camarada Ralha neste momento em que a sua morte física nos provoca um profundo sentimento de dor, de perda e de partida. Em nome do Partido Comunista Português damos o nosso abraço solidário e as sentidas condolências à família, à filha, genro e neta.
 
Perdemos um bom homem, um lutador de causas e projecto libertadores.
 
Não é fácil, não é nada fácil numa intervenção expressar a grandeza e a riqueza de vida e do papel de um revolucionário, de um comunista, da pessoa concreta que deu muito à sua terra, às suas gentes, ao seu Partido.
 
Não é fácil resumir numas palavras a sua personalidade fascinante, tão forte e exigente quanto compreensiva e fraternal, a sua ironia que nos desarmava e obrigava à reflexão.
 
No quadro do grande colectivo que desde sempre e para toda a vida abraçou, o Ralha que não ralhava tinha sempre uma palavra amiga, solidária, fraterna.
 
Um camarada de relacionamento fácil, humanista, sempre preocupado em ajudar os que atravessavam dificuldades.
 
Olhando para Bernardino Ralha, era difícil perceber quanta força, quanta coragem, quanta determinação e quanta convicção cabiam no seu pequeno corpo.
 
E a vida mostrou-nos um homem bom, generoso, simples, um lutador modesto que nunca abandonou a trincheira. Um camarada a quem nunca se lhe ouviu um lamento de cansaço, de dor, mesmo com idade mais avançada estava sempre disponível para as tarefas necessárias.
 
Um camarada sempre preocupado com os seus compromissos, com a luta, com os seus amigos, com os seus clientes, desprendido dos bens materiais esquecendo-se de si e até da sua saúde.
 
Um homem ligado aos Bombeiros, ligado a colectividades, à vida social e política da sua Terra, mesmo numa altura e que afirmar convicções políticas era alvo de perseguições, como ele bem soube. Mesmo assim, deu sempre a cara pelos ideais que defendia.

Um homem que lutou toda a vida. Insubstituível, como os considera Brecht. É perante este homem, perante este camarada, perante a sua memória, que nos inclinamos.
 
Olhando a sua figura aparentemente frágil, não era fácil imaginar as ofensas, as provocações, as privações por que passou na sua longa vida de militante comunista. Raras vezes o sorriso abandonava o seu rosto.
Se não dava tréguas aos adversários no combate político e ideológico tinha sempre por eles o respeito devido. Nunca teve sequer um sentimento de ódio ou ajuste de contas para com aqueles que inclusive o ofenderam na sua dignidade nos períodos em que o combate político era mais violento.
 
Numa campanha eleitoral, alguém me disse: se vocês fossem todos como o Ralha, eu votava em vocês. Efectivamente, não somos todos como o Ralha mas ele foi um exemplo, um camarada com tudo o que esta palavra encerra, um exemplo de um comunista.
 
Nesta hora de tristeza, de luto, de consternação pela partida de alguém que nos era tão próximo, estamos certos de que neste último abraço fraterno, amigo e comovido do grande colectivo partidário e muitos amigos de todas as forças políticas que aqui estão hoje de que ele, o melhor tributo que lhe podemos prestar é reconhecer e prosseguir o seu combate pelas causas que o animaram: pela justiça social, pela paz, por um Portugal de democracia avançada, pelo socialismo.
 
Permitam-me que relate uma conversa tida entre o camarada Ralha e o Secretário-geral do PCP Jerónimo de Sousa, em Outubro passado, na inauguração do novo Centro de trabalho do PCP no Cadaval. O camarada Ralha, visivelmente emocionado, dizia: “ Se morrer amanhã, morro feliz, o meu partido fica bem!” ao que Jerónimo lhe disse que ele ainda fazia muita falta ao Partido. Infelizmente a doença o atraiçoou, mas retenhamos estas palavras e acreditemos que com a sua generosidade, humildade, lealdade e solidariedade o Ralha foi um homem bom e por isso um homem feliz.
Até sempre camarada.
 
Intervenção de Ricardo Miguel
Cadaval, 8 de Setembro de 2007


publicado por Ricardo Miguel às 19:16
link do post | comentar | favorito
|

Seja muito bem vindo ao blog da CDU do CADAVAL.
pesquisar
 
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
25

26
27
28
29
30


Artigos recentes

WWW.CADAVAL.CDU.PT

UMA EQUIPA DE ELEIÇÃO!

A CAMPANHA ESTÁ NA RUA!

CDU apresenta candidata à...

SÓ ATÉ FINAL DE JULHO

CDU APRESENTA CANDIDATOS ...

EQUIPA CDU PARA JUNTA DA ...

ANGÉLICA LAREIRO, INDEPEN...

ASSEMBLEIA MUNICIPAL - 26...

CDU CONTRA DECLARAÇÃO DE...

Arquivos
links
blogs SAPO
subscrever feeds